Weby shortcut

NPCP- informações Gerais

     Núcleo de Pesquisa em Comunicação, Cidadania e Política- NPCP

Coordenação: Prof. Luiz Signates (signates@uol.com.br) e Profª Ângela Moraes (atmoraes@uol.com.br)

Ementa: Estudo da democracia na comunicação e em sua interface com a política, a mídia, as comunidades e redes sociais. Comunicação,  cidadania e esfera pública. A liberdade de expressão e as formas sistêmicas de controle. Políticas públicas de comunicação e a democratização dos processos de comunicação.

Projetos de Pesquisa 2011 a 2012

O conceito de cidadania ante a especificidade da comunicação: Insere-se este projeto de pesquisa nas preocupações teóricas vinculadas à Linha de Pesquisa Mídia e Cidadania , em conexão com o desenvolvimento do Procad sobre Epistemologia da Comunicação, financiado pela Capes, nos quais pesquisadores da UFG, UFJF e Unisinos se dedicam à busca pela especificidade do objeto da comunicação. A noção de cidadania tem uso político específico, tanto no campo do direito, quanto no da ciência política. No âmbito dos Direitos Humanos, especifica-se na centralidade do homem, ante as estruturas sociais, e se positiviza na Declaração Universal dos Direitos Humanos. No âmbito da ciência política, desenvolve-se no centro do debate do Estado democrático, isto é, na centralidade da sociedade ante as estruturas de poder, e se concretiza na idéia do Estado como servidor. Para os termos do estudo a que nos propomos, contudo, isso não é o bastante. Propõe-se, portanto, este projeto, como uma busca por: a) Problematizar o conceito de cidadania, exigindo da articulação teórica de interface com os campos de conhecimento que deram origem, uma noção de cidadania que possa assumir de forma central o processo de comunicação, e não de modo subjuntivo ou teoricamente subalterno. b) Problematizar a noção de comunicação e a constituição de seu objeto, buscando superar a apreensão instrumental de sua atuação, seja como mídia , seja como processo de comunicação , em face das experiências sociais descritas pela sociologia como processos de sociabilidade, socialização ou outros, bem como das condições políticas especificadas nas noções de cidadania e democracia, em suas diferentes matizes.

Desafios da comunicação pública e possibilidades do Sistema Brasil Central de radiodifusão do governo do Estado de Goiás: As mudanças políticas e sociais que têm ocorrido na sociedade brasileira afetaram a atividade de comunicação que, nos últimos anos, se vê despertada para a necessidade do incremento da cidadania. As vivências democráticas forçam o surgimento de veículos de comunicação, especialmente públicos, a estabelecerem um diálogo mais aberto com a sociedade, onde o cidadão ocupa uma posição privilegiada. O conceito de Comunicação Pública (doravante CP) surge, então, como um nova forma de pensar as relações sociais no espaço público ancoradas no debate em torno do interesse público. Isto se deve, também, ao fato de a própria Constituição Federal de 1988 ter instaurado no Brasil o Estado Democrático de Direito, que tem como princípio a co-responsabilidade do cidadão e do governo na formação do Estado e na defesa do interesse público Nesse sentido, este projeto se propõe à pesquisa do Sistema Brasil Central, nome que aqui se confere às organizações de rádio e televisão vinculadas ao governo do Estado de Goiás, na perspectiva da comunicação pública.

Programa de Estudos 2010/2

Listar Todas Voltar